quarta-feira, 20 de outubro de 2010

A Tempestade

 O Pássaro e o homem têm essências diferentes.
O homem vive à sombra de leis e tradições por ele inventadas;
o pássaro vive segundo a lei universal que faz girar os mundos.

Acreditar é uma coisa; viver conforme o que se acredita é outra.
Muitos falam como o mar, mas vivem como os pântanos.
Muitos levantam a cabeça acima dos montes,
porém sua alma jaz nas trevas das cavernas.

A civilização é uma árvore idosa e carcomida,
cujas flores são a cobiça e o engano e cujos frutos
são a infelicidade e a inquietação.

Deus criou os corpos para serem os templos das almas.
Devemos cuidar desses templos para que sejam
dignos da divindade que neles tem morada.

Procurei a solidão para fugir dos homens, de suas leis,
de suas tradições e de seu ruído.
Os endinheirados pensam que o sol e a lua e as estrelas
levantam-se dos seus cofres e se deitam nos seus bolsos.

Os políticos enchem os olhos dos povos com poeira dourada
e seus ouvidos com falsas promessas.

Os sacerdotes aconselham os outros,
mas não aconselham a si mesmos,
e exigem dos outros o que não exigem de si mesmos.
Vã é a civilização. E tudo o que está nela é vão.
As descobertas e invenções não são mais que brinquedos,
com a mente se divertindo no seu tédio.

Cortar as distâncias, nivelar as montanhas,
vencer os mares, tudo isso não passa de aparências enganadoras,
que não alimentam o coração nem elevam a alma.

Quanto a esses quebra-cabeças, chamados ciências e artes,
nada são senão cadeias douradas com as quais os homens
acorrentam-se, deslumbrados com seu brilho e tilintar.

São os fios da tela que o homem tece desde o inicio do tempo,
sem saber que, quando terminar sua obra, terá construído a prisão
dentro da qual ficará preso.

Uma coisa só merece nosso amor
e nossa dedicação,
uma coisa só...

É o despertar de algo
no fundo dos fundos da alma.
Quem o sente,
não o pode expressar em palavras.
E quem não o sente,
não poderá nunca o conhecer por palavras.
Faço votos para que aprendas a amar as tempestades
em vez de fugir delas.


segunda-feira, 18 de outubro de 2010

A sumida deu as caras novamente!!

Olá gente!!!

Ando sumida porque minha vida anda um corre corre... masssss, sempre arrumo um tempinho pro blog! :)

O amor bateu à minha porta, e ser feliz anda me consumindo um tempo danado! Oxe, vocês não reparem, o tanto de mistura de sotaques, é que ando tendo um choque de cultura ultimamente.. hehe
Só pra terem uma breve idéia meu noivo (sim estou noiva, na verdade usando aliaça na mão de casada, então sou casada sim, só o casamento que adiamos por motivos profissionais, enfim, como dizia), meu maridinho é mineiro uai, mas mora em SP, porém, ando viajando com ele, então pra terem uma idéia, nesse momento estou sentada no aeroporto internacional de Salvador/Bahia, aguardando meu vôo de retorno ao RS que atrasou. No início desse mês estava em Belo Horizonte, semana que vem vou a SP e em Novembro pra Argentina... Amigas, logo estarei falando mil sotaques e outros idiomas se assim puder! hehehe

Quem acompanha meu blog há mais tempo, deve lembrar de como estava deprimida a alguns meses, e hoje, resolvi postar, mais para comprová-las de que Deus tem um propósito pra nossa vida e que as coisas começam a dar certo quando a pessoa certa entra em nossa vida... Eu realmente achava que não merecia mais ser feliz, e que realmente não seria, mas hoje comprovo que estava muito errada, graças a Deus!

Estou muito feliz com o homem que Deus botou em minha vida, admiro sua personalidade, maneira de encarar a vida, resistência e tudo mais. Ele é exatamente como descrevi em outro texto, homem mesmo!

Quando a gente encontra a pessoa certa, temos certeza do que queremos pra nossa vida...

Bom meninas e meninos, deixo-os novamente, pois parece que o avião do meu vôo pousou já...

Fiquem com Deus...

Com carinho Dani