terça-feira, 27 de julho de 2010

Pequena troca de idéia

Às vezes a cabeça pensa tanto que parece que nada faz sentido e não existe cronologia ou qualquer tipo de ordem. É como se juntássemos várias imagens abstratas onde nada fizesse sentido e fico com aquela gana insana de organizá-las...
Minha mente sempre foi hiperativa e é por isso que sempre gostei de escrever, pois dessa forma encontrei uma maneira de organizar esse turbilhão de pensamentos. Por ser assim - pensar demais - consigo ver a frente as coisas que irão acontecer e dificilmente me engano. Por ser assim, estou sempre observando as coisas a minha volta, sempre analisando perfis. Eu não sei se a minha mente hiperativa descende da minha desconfiança aguda, ou se minha desconfiança aguda vem da mente hiperativa... só sei que ambas tem ligação direta e é só parar pra observar! Uma pessoa desconfiada necessita analisar o espaço em que habita além do normal, mas devo confessar que essa análise devia ser mais comum do que é. Canso de ver gente caindo de cabeça numa primeira impressão maravilhosa, mas pelo amor de Deus, haja paciência pra tanta ingenuidade!!! Cautela, precaução não é algo que deva ser esquecido...

Vou desabafar algo que habita essa pessoa desconfiada... se eu soubesse que esse blog não é lido por ninguém, que está as moscas, que realmente só eu o leio, eu escreveria todos os dias, textos e textos das minhas angústias, medos, remorsos, enfim, pensamentos que ninguém além de mim sabem que existem, mas que sinto necessidade extrema de dividir muitas vezes.

Às vezes escrevo linhas na empolgação e quando percebo quão me abri demais, volto e deleto.

Tenho uma ânsia de não me mostrar, de me esconder, que eu mesma por vezes me preocupo se um dia essa rocha de gelo bem grossa vai derreter... Eu me preocupo com essa condição em mim e no entanto não consigo ser diferente! Não consigo confiar ao ponto de me mostrar nua e crua, confiança, eis a chave... Sou desconfiada, não confio nas pessoas facilmente, não permito que entrem na minha vida tão rápido.. e me sinto invadida quando o tentam.

Devo ter muitas feridas, cicatrizes, que não permitem dedo intruso... feridas essas as quais esqueci... tenho o hábito inconsciente de esquecer aquilo que me machuca, mas no entanto o vestígio da ferida permanece, o medo de se machucar...

Noto que por mais fria, gélida e rocha que sou, consigo ser mais sensível que os demais. Meio contraditório, mas talvez super plausível e lógico. Uma palavra mais dura, qualquer ato passado despercebido por muitos, pra mim é como um machadada, tamanha a intensidade com que me afeta e logicamente por isso me privo de correr riscos, e por isso essa rocha existe.

Noto qualquer palavra dita sem sinceridade por mais ator(a) que a pessoa seja, percebo um olhar perdido, noto uma alma distante com uma facilidade incrível e talvez por isso a sensibilidade seja maior pra mim, pois vejo as coisas com um olhar mais sensível. E por ser muita intensa e verdadeira com relação àquilo que sinto, não consigo deixar passar despercebido quando noto uma alma distante ou aflita diante de mim...

Minha vida passa e volta... as coisas vão e voltam... como o mundo que gira e uma hora está em cima outra embaixo. Gostaria de entender o que quer dizer tamanha intensidade de pensamentos que voltam e invadem minha mente e sonhos...

2 comentários:

Paty disse...

meee...por isso q eu amo essa menina/mulher...coisa mais querida!! hehehe
Danii te admiro demaais e realmente tive q concordar muito com este textoo...muito lindo por sinal...bjaaaum

Daniele Buzatta disse...

Sabe que intensidade na vida faz ela valer a pena!!
Nada mais chato do que viver sem fortes emoções, naquela mesmice, aquela coisa que não é ruim, mas também não é boa...
Intensidade é diferente de loucura! A gente pode sentir intensamente algo, sem parecer insano...

E amigos de verdade estão conosco na tempestade, porque no sol é fácil atrair pessoas. Amigos de verdade, se submetem a sacrifícios apenas para te arrancar um alívio ou um sorriso...

Pensando nisso que te escrevo, lembro das coisas que tu já fizeste por mim... nas idas em madrugadas em bares, dormindo meia hora apenas pra não me deixar passar a "noite" sozinha...

Me emociono de lembrar das vezes que você me acolheu e espero que você nunca precise de mim dessa forma, mas se precisar, quero poder te ajudar também...

"Somos anjos de uma asa só, precisamos de uns aos outros para podermos voar."

TE AMO!