segunda-feira, 29 de março de 2010

Sonho pra mim

Hoje lendo o blog "Sonhos de Luciana" da novela Viver a Vida, li esse post e resolvi postá-lo aqui também...

Estou enfrentando fim de relacionamento, fim daqueles tumultuados e toda essa situação que estou vivendo tem me ferido muito, são decepções, brigas, ofensas, pauladas e mais pauladas.. Sabe aquela sensação de estar oco por dentro? Há tanto tempo que não sei mais o que é um carinho, uma atenção, afeto... Hoje noto que um simples abraço me enche os olhos de lágrima...
Me sinto frágil, suscetível, carente, criança...

Esse post da personagem Luciana resume o que sonho pra mim:

"Dormi e acordei pensando no Miguel (não disse que ia voltar a falar dele?). Sabe que ainda não estou acreditando que tudo isso seja mesmo real? É sério. Início de relacionamento sempre nos traz um pouco de insegurança. Não sabemos ao certo onde estamos pisando, para onde vamos, onde vai dar essa história… Sinto vontade de ficar com o Miguel para sempre. Ele é o homem da minha vida. Nunca tive essa certeza com nenhum outro. O Miguel me dá força, sorte, confiança. Ele vibra comigo, torce por mim, aposta em nós dois. E eu quero meu destino entrelaçado ao dele pelo resto dos meus dias… Cada vez que o escuto dizer meu nome, tenho certeza de que tudo nessa vida vale a pena.


“Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.”

Vinícius de Moraes"


terça-feira, 23 de março de 2010

Desejo...


“Que você tenha tranquilidade para viver, que o dinheiro venha como resposta saudável do trabalho que o faz acordar cedo todos os dias, que suas apostas não sejam no outro mas em você mesmo, que a sua felicidade dependa do que você fizer e não do que fizerem com você, que domingos sejam mais do que churrascos gordurosos, que milagres aconteçam quando você pedir com fé, que ninguém mude sua vida sem que você consinta, que seus vizinhos gostem de boa música. E, acima de tudo, que você seja muito feliz com a futura pessoa na qual está se transformando.”


Lou Bertoni

terça-feira, 9 de março de 2010

Quando as máscaras caem...


"A falsidade é suscetível de uma infinidade de combinações; mas a verdade só tem uma maneira de ser." (Jean-Jacques Rousseau)

"Que formosa aparência tem a falsidade." (William Shakespeare)

"O falso amigo e a sombra só nos acompanham quando o sol brilha." (Benjamin Franklin)

"A verdadeira glória lança raízes e até se multiplica; tudo que é falso, dura pouco, como as florezinhas; e nada fingido pode ser duradouro." (Cícero)

"Falsos e hipócritas são aqueles que tudo fazem com palavras, mas na realidade nada fazem." (Demócrito)

"As pessoas direitas são guiadas pela honestidade. A maldade dos falsos é a sua própria desgraça." (Rei Salomão)

"A verdade não pode vir do falso." (Cícero)
__________________________________________________________________________________________________

Quando as máscaras caem, ficamos em carne viva, não temos mais pele, ficamos expostos a tudo, fracos e suscetíveis!
A máscara serve pra fazer tudo que temos vontade, tudo que é dito proibido, tudo que é errado. E depois de fazermos tudo isso sem nenhuma culpa, pegamos a máscara da inocência do armário e a vestimos, e tudo fica bem!
Quando ficamos tristes sem poder demonstrar, ou sem querer demonstrar, vestidos a máscara da falsa alegria...
Quando estamos com orgulho ferido, com nó no coração e coração partido, vestimos a máscara da indiferença, do poder e luxúria!
E quando estamos apaixonados, sem poder... daí vem a máscara da soberba, da luxúria, do orgulho, aquela máscara que pisa nas pessoas e tenta ferir o ser que amamos...

Usamos várias máscaras todos os dias, diversas máscaras durante nossas vidas...
As usamos e criticamos aqueles que fazem tudo e dispensam as máscaras, os chamamos de tudo que nossa máscara nos permite dizer... e quando a nossa máscara cai, e temos que admitir sermos PIORES do que aqueles autênticos, daí o nosso mundo cai!

O ser humano não se permite ser "carne viva". Não permite se mostrar de maneira nua e crua, e não consegue resistir aos pecados... por isso usa as máscaras.

Se fôssemos 100% verdadeiros, se nossas palavras fossem condizentes com nossos atos, se vivêssemos sem nos preocupar com o julgamento dos outros, esse mundo seria muito mais verdadeiro e menos hipócrita!

Quando as máscaras caem conhecemos finalmente o ser por detrás dela...



quinta-feira, 4 de março de 2010

Sem Amor eu nada seria...


Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse Amor, seria como o metal que soa

ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom da profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse Amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, s

e não tivesse Amor, nada disso me aproveitaria.


O Amor é paciente, é benigno; o Amor não é invejoso, não trata com leviandade, não se ensoberbece, não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal, não folga com a injustiça, mas folga com a verdade.

Tudo tolera, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O Amor nunca falha.


Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três... mas o maior destes é o Amor...