segunda-feira, 7 de maio de 2007

Pensando na morte da bezerra...

Todos os dias temos novidades!
É uma pessoa nova que cruza por nós, é um assunto diferente, é uma proposta nova, é uma conversa mais longa com uma pessoa, é um conhecer a mais, é um momento mágico quase imperceptível no decorrer do dia, é uma sensação de paz ao observar a chuva... mas é preciso sensibilidade para reparar nessas coisas.
Todos os dias temos motivos para sorrir, motivos pra chorar, motivos pra se emocionar, motivos pra não notar... Temos motivos para quase todos os tipos de sensações num só dia e tem gente que não sente absolutamente nada em semanas.
Todos os dias temos a chance de mudar o que não nos agrada, de fazer a diferença, de ser útil e mesmo assim às vezes deixamos tudo como está por dias e dias e dias... simplesmente não pensamos na nossa vida e a deixamos como está! Nem boa nem ruim, sem nenhuma emoção, sem graça! Como é possível ser feliz sem reparar nessas pequenas coisas, sem mudar o que não nos traz emoção alguma???? Não importa que nem sempre sejam emoções maravilhosas, o amor às vezes se mascara sob a forma de raiva, mágoa e tristeza! Mas viver sem nada, sem sentir nada por ninguém, como se fosse uma ameba, alguém assim é digno de ser chamado de ser humano?

Ah quer saber? Sei lá também!

2 comentários:

Leo Camargo disse...

Eu não consigo ficar sem sentir alguma coisa dentro do peito. Pode ser que as pessoas se acostumem, mas... Eu não queria me acostumar!

Coisa boa poder sentir o coração batendo forte e saber que algum outro também está pulsando por você. Dá muito mais ânimo à vida!

Quer saber? Sei lá também! Cada um, cada um...

Beijão!

Daniele Buzatta disse...

Concordo 100% contigo!!! Não devíamos chegar ao absurdo de acreditar que não demonstrar e até mesmo evitar sentir algo no peito seja a melhor opção!
Azar se vamos quebrar a cara de novo, azar que vamos sofrer!!!! Pelo menos teremos vivido plenamente.