sexta-feira, 18 de maio de 2007

E com vocês...

Acabei de assistir no Programa do Jô uma entrevista com a atriz Bibi Ferreira (A grande dama do teatro brasileiro, como é homenageada). Pra quem não a conhece, ela é uma atriz que tem 66 anos de carreira em musicais e agora dia 1º de junho completa seus saudosos 85 anos de puro sucesso, saúde (muita saúde) e sanidade de dar inveja a muita gente.
Ela estava no Programa do Jô (novamente) porque amanhã (18.05.2007) irá estrear uma peça (apenas textos) chamada "As favas com os escrúpulos", de autoria de Juca Oliveira e direção de Jô Soares. Infelizmente de início a peça só acontecerá no Rio de Janeiro, mas segundo a Bibi Ferreira poderá fazer um tour pelo Brasil.
Mas o que me chamou a atenção dessa entrevista foi um rap que ela cantou sobre o nosso idioma. Ela fez uma crítica sobre o presente/futuro do nosso linguajar, crítica essa muito inteligente sem perder o humor. Nesse rap ela fundamentalmente faz uma comparação entre um poema de Luis de Camões e esse mesmo poema reinterpretado de acordo com o nosso idioma hoje. Simplesmente ótimo em todos os aspectos.

Pra quem não assistiu o Programa do Jô hoje, eu tentarei providenciar pelo menos esse momento do rap, pois felizmente a internet nos possibilita isso! Mas como sai da sala logo que a entrevista acabou e vim correndo escrever esse post, eu ainda não tenho o vídeo e nem a letra do rap, mas irei atrás, pois vale a pena!
O poema em questão é "Alma Minha Gentil que te Partiste" e ela usa na verdade a primeira estrofe desse soneto:

"Alma minha gentil, que te partiste
Tão cedo desta vida, descontente,
Repousa lá no Céu eternamente
E viva eu cá na terra sempre triste."

Pra quem quiser conhecer um pouco mais dessa ilustre figura que além de atriz ainda é cantora, diretora e compositora brasileira, aí está um vídeo de uma outra participação dela no Programa do Jô.

Se acostumem! Eu não poupo elogios e rasgações de seda quando se trata de pessoas que no meu conceito merecem.

P.S: Comecei esse post com o intuito de priorizar a crítica dela no linguajar brasileiro, mas vi que acabei fazendo uma mini biografia! Perdoem!!! E prometo que assim que conseguir esse rap eu posto aqui! :)

http://www.youtube.com/watch?v=3BhsnXDn-jk

domingo, 13 de maio de 2007

Click

Todo mundo tem que ver esse filme! Empresários, pais, filhos, todo mundo!
Filme pra ver e repensar, se deixar influenciar, entrar no filme.

Indicação minha! ;)

segunda-feira, 7 de maio de 2007

Pensando na morte da bezerra...

Todos os dias temos novidades!
É uma pessoa nova que cruza por nós, é um assunto diferente, é uma proposta nova, é uma conversa mais longa com uma pessoa, é um conhecer a mais, é um momento mágico quase imperceptível no decorrer do dia, é uma sensação de paz ao observar a chuva... mas é preciso sensibilidade para reparar nessas coisas.
Todos os dias temos motivos para sorrir, motivos pra chorar, motivos pra se emocionar, motivos pra não notar... Temos motivos para quase todos os tipos de sensações num só dia e tem gente que não sente absolutamente nada em semanas.
Todos os dias temos a chance de mudar o que não nos agrada, de fazer a diferença, de ser útil e mesmo assim às vezes deixamos tudo como está por dias e dias e dias... simplesmente não pensamos na nossa vida e a deixamos como está! Nem boa nem ruim, sem nenhuma emoção, sem graça! Como é possível ser feliz sem reparar nessas pequenas coisas, sem mudar o que não nos traz emoção alguma???? Não importa que nem sempre sejam emoções maravilhosas, o amor às vezes se mascara sob a forma de raiva, mágoa e tristeza! Mas viver sem nada, sem sentir nada por ninguém, como se fosse uma ameba, alguém assim é digno de ser chamado de ser humano?

Ah quer saber? Sei lá também!

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Mudou a lua?

Assim como tenho crises e surtos de deprês repentinos, também tenho meus surtos de alegria imensa! E não quero escrever só nos surtos de deprê, por isso vim dar o ar da graça!

So happy! Por estar viva, respirando, gostando e sendo correspondida, por não me sentir sozinha, por me sentir afortunada, por ver a vida mais colorida e bela, por lembrar com alegria dos amigos sem mágoa, por lembrar com carinho das pessoas!!!!

Mais uma vez mudou a lua.... (Pra minha alegria)