sábado, 21 de abril de 2007

O Segredo

Ontem tive a oportunidade de ver um filme no estilo documentário sobre o poder da mente em nossas vidas. Na realidade não vi todo o filme, mas não foi necessário terminar de vê-lo para que eu o considerasse um dos melhores que já vi!
De início ele me lembrou muito um dizer da minha mãe: "Boas energias atraem boas energias e más energias atraem más energias". Sabe, ouvia isso, concordava, mas na real não colocava isso em prática!

O nome do filme é "O Segredo", onde o tal segredo se resume em ver as coisas boas da vida, ser grato pelo que se tem, focar o lado positivo da vida, o bem-estar, e conseqüentemente acabar atraindo cada vez mais coisas positivas!
Esse filme me fez pensar em pessoas que conheço que apesar de já ter reparado esses detalhes nelas, ali se tornaram mais evidentes.

Existem pessoas que para cada problema de sua vida acabam lembrando e pondo a culpa em uma grande decepção do passado. É como se o fato de ter sofrido muito no passado as transformassem em eternas vítimas de suas vidas. Nada que acontece de mal comigo é culpa minha! Eu sou assim porque sofri no passado, porque tenho medo, nada mais natural, o mundo precisa se abituar ao meu jeito, mas eu não preciso me abituar a nada nem ninguém! Vocês mudem para conviver bem comigo, pois eu não posso mudar! Pensamento muito comum e muito confortante! E quando essas pessoas se vêem sozinhas, acabam dando culpa pro azar, dizem que não têm sorte para encontrar boas pessoas, mas poxa, quem é que gosta de conviver com alguém que vive lamentando do passado e vivendo como se ainda estivesse lá?

Por outro lado, existem pessoas que só reclamam de suas vidas! Nada está bom, nada é do jeito que eu quero, minha vida é uma merda, e mesmo tendo uma vida normal ou relativamente boa, essas pessoas jamais notariam isso por estarem tão focadas em problemas e pensamentos ruins! É como aqueles cavalos com viseiras, não olham nada ao redor, só conseguem ver a frente, pessoas alienadas que como os cavalos não conseguem ver as coisas boas da vida ao seu redor, só vêem os problemas que sempre vêem a sua frente! O mesmo se aplica àquelas pessoas que vivem reclamando de doenças, de dores, onde mesmo com uma saúde perfeita, necessitam de remédios para "viverem bem"!

É exatamente como o filme disse!!! Se ao invés de queixarmos da vida e viver desejando as coisas, tivéssemos o hábito de AGRADECER por tudo que temos e somos, automaticamente a vida seria mais prazeirosa, pois notaríamos quão afortunados somos e não quão miseráveis somos!

O que acontece quando estamos nesse estágio de gratidão e bem-estar? Sorrimos mais, brincamos mais, toleramos mais, e conseqüentemente as pessoas a nossa volta respondem da mesma maneira, pois todo ser vivo gosta de ter ao lado pessoas alegres, de bem com a vida e assim a vida passa a ser mais interessante, alegre, intensa!

Por isso, antes de reclamar que não tem dinheiro, agradeça por ter o que comer, por ter um lar! Antes de reclamar de falta de afeto, lembre-se que tem alguém que muito te ama, que você não está sozinho. Antes de reclamar da saúde, lembre-se que você tem duas pernas para se locomover onde bem entender, que você é um ser pensante e sadio!

Tem uma fábula que ouvi pela primeira vez numa aula de religião do colégio e lembro dela seguidamente!

"Um homem com muita sede pede um copo de água para uma outra pessoa qualquer, e esta pessoa traz apenas meio copo de água. Ele pode encarar isso de duas maneiras:
Ele pode reclamar pelo copo estar meio vazio! Ou pode agradecer pelo copo estar meio cheio!"

Somos nós que temos as rédeas da nossa vida, do nosso humor! Toda situação tem dois lados, tudo depende do nosso olhar!

Por isso quando quiser lamentar a vida que tem ou algum problema, lembre-se que tem gente vivendo muito pior que você e agradecendo todos os dias por estarem vivos!

Um comentário:

Leo Camargo disse...

Meus momentos ruins do passado me fazem cada vez mais forte! Não me arrependo de ter passado por nada na vida.

É por esses motivos que você disse que eu sempre gosto de assistir o vídeo Wear Sunscreen. Sempre me faz lembrar de que sou um privilegiado e devo aproveitar todos os dias como se fosse o último!