terça-feira, 20 de março de 2007

Ah, se pudesses...

Ah, se meus olhos tirassem fotos...
Poderia mostrar-te o que vejo, o que percebo e o que sinto.
E você, aí onde estás, poderia ver e sentir o que eu sinto.
E assim... sentindo o que eu sinto... quem sabe você entenderia o que se passa em meu íntimo.
E entendendo o que se passa, quem sabe você encontrasse a solução pro meu desatino!

Ah, se minha boca armazenasse os sabores que provo...
Poderia senti-los também!

Ah, se minha pele pudesse registrar o que se passa com ela...
Todos os toques, arrepios e calafrios. Sensações mil.
Você agüentaria?

Ah, se pudesses ouvir o que ouço...
Estarias mais perdido do que eu.
Gritarias por socorro... assim como eu!

Ah, se pudesses sentir o aroma daquilo que sinto...
Suas angústias se esvairiam feito pó.
Seu dia teria mais cor, mais graça, mais vida num simples aspirar.
E terias a sensação de renovação quando uma flor sentisse perfumar...

“Transfere pro meu corpo seus sentidos pra eu sentir a sua dor, os seus gemidos e entender porque quero você!”


2 comentários:

Anônimo disse...

mto bom!

Leo Camargo disse...

Muito bom, maninha!
E devo concordar quando você diz que a vida nao tem sentido se nao tocarmos o coraçao das pessoas. Sempre tento fazer tudo de forma que seja inesquecível. Só assim posso olhar para trás e perceber que percorri muitos caminhos. Muitas vezes com êxito, outras nao, mas sempre deixo minhas marcas e aprendo com meus tropeços...
Beijao!