sábado, 1 de março de 2014

Amém

... Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam, e nem em pensamentos eles possam me fazer mal. Armas de fogo o meu corpo não alcançarão, facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar, cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar. 

Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino, protegendo-me em todas as minhas dores e aflições, e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder, seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meu inimigos. 
Glorioso São Jorge, em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza, e que debaixo das patas de seu fiel ginete meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós. 
Assim seja com o poder de Deus, de Jesus e da falange do Divino Espírito Santo. São Jorge Rogai por Nós ...

sábado, 14 de setembro de 2013

Revivendo...

Vocês já sentiram a temperatura de uma lágrima?
É quente!

Quente porque vem de dentro. Lágrima é talvez a demonstração mais sincera do ser humano.
É involuntária e isso a torna sincera.
Surge até mesmo quando ensaiada para não surgir. Demonstra descaradamente o que sentimos... é nossa inimiga!
Odeio chorar quando estou com raiva!
Parece fraqueza! Soa como fraqueza!
Lágrima nunca foi sinônimo de força!


E quando ela pára de se mostrar ainda deixa uma cicatriz inconfundível... um rosto murcho e desidratado reconhecido por qualquer um que já tenha sido vítima dessa inimiga muito incoveniente!

segunda-feira, 22 de julho de 2013

Haja saco!

Não tenho dó e ao contrário, tenho raiva de pessoas que precisam de ajuda, porém se "acham" super auto suficientes e orgulhosas e não admitem precisar de ajuda e acham que estão cobertas de razão e nunca erram!

Aff, aja paciência!! Auto piedade já caiu de moda, tenha dó!!!

Saudade sem fim.

E de repente me deu uma saudade doída do mano e de como o futuro poderia ter sido e de como ele poderia estar participando de nossas vidas... junto, presente...

Coisas que nunca passam....

sábado, 6 de julho de 2013

Simplesmente humana...

Chegou num ponto que de tanto você me criticar, eu não sabia mais o meu valor...
Chegou num ponto onde eu achava que não era inteligente, nem competente, tampouco bonita e desejada.
Chegou num ponto que perdi a vontade de me olhar no espelho.
E ao chegar nesse ponto, perdi o tesão pela vida! Não tinha mais borboletas na barriga, não tinha mais vontade de me arrumar, nem de ver pessoas, nem contatos físicos eu queria mais, com ninguém mais.
E aí, quanto mais eu me largava, mais cobrança ouvia, mais eu percebia o descaso comigo, mais eu via o olhar indo em outras direções, mais eu percebia o interesse em outras pessoas, mais eu notava que o prazer já não era mais estar ao meu lado, uma vez que a exceção de ficar longe havia virado a nova regra. 

E nesse momento, a mágoa, e raiva tomaram conta de mim... A falta de romantismo, o excesso de praticidade numa coisa que não cabe esse sentimento como o amor, a falta de sensibilidade e carinho, fizeram com que meus sonhos tornassem constantes brigas, e palavras gritadas no rosto e atitudes que nos sonhos eu tinha, mas que acordada não tinha coragem de fazer.

Até que um dia, uma atitude pôs uma pedra gigante nesse maldito ponto que eu havia chegado! Uma atitude não inédita, porém não mais suportável, pois diante de mim, me olhando, havia minha filha, uma bebê que me observava sem entender porque a pessoa que ela mais amava e admirava estava chorando e se sentindo nada mais valoroso do que um objeto esquecido na estante.
 
E foi aí que uma luz inundou meu peito e me fez lembrar quem eu era! Sim, eu não podia permitir que ninguém fizesse eu me sentir a última companhia sem que eu permitisse chegar nesse ponto!! E nesse dia eu decidi lutar e viver por uma pessoa! Eu!
 
E foi a melhor atitude que fiz! Me sinto libertada de uma prisão, desde então minha ansiedade foi embora junto com o problema que eu tinha e não tinha coragem de resolver. E hoje eu vejo que fiz certo, pois hoje vejo que para essa pessoa não signifiquei nada, não represento nada, e eu vivia aquela vida infeliz achando que a história podia valer a pena! 

Uma coisa valeu a pena nisso tudo: Ana Julia, minha vida!!! 

Filha, é por você e só por você que eu tenho feito e vivido e lutado pra resgatar a mãe que você merece!

terça-feira, 11 de junho de 2013

Dõe, se entregue, só assim realmente estará vivendo!

Dia dos namorados chegando....

E pra variar a maioria das pessoas só refletem nessas datas... 

Estava vendo esse vídeo: 

Muito bom aliás e pensei: "As pessoas são muito intolerantes." É comum ouvir uma pessoa se queixando do parceiro(a) e dizendo coisas do tipo: "Não tolero isso", "Não admito isso" é um festival de "Não's", de gente que quer estar junto, mas não quer ceder e respirar fundo, contar os botões da camisa pra se acalmar e relevar. 

Onde está o amor ao próximo? Na maioria das vezes as pessoas não sabem amar nada exceto a si mesmo, ou só amam desde que isso não signifique abdicar de algum desejo meu, desde que não tire o meu conforto! Mas que tipo de amor é esse? Amar quando tudo é lindo é fácil!!!!

"As pessoas boas merecem o nosso amor... As pessoas ruins precisam dele." (Madre Tereza)

Até o mais egoísta, pérfido e mau precisa de carinho, atenção e saber que existe alguém que o ama, que se preocupa com ele sendo ele como for, aliás acho que os corações só endurecem por excesso de "achar que se está sozinho." 

Aquele que em virtude de muitas mágoas e decepções se convence de que não tem ninguém, acaba por cultivar essa condição em sua vida e consequentemente fica sem ninguém. 

Diante de tudo e por me sentir assim inúmeras vezes (na maioria das vezes pra ser franca), que acho que nenhuma pessoa foi feita da carne pra ser sozinha. Acho que o ser humano foi feito pra viver em dupla. E como o padre diz: "Relacionamento é uma via de mão dupla e não única, é uma troca."

terça-feira, 28 de maio de 2013

... E ainda me surpreendo em como as coisas podem mudar ...

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Não compreendo

"Meu maior erro foi ter casado e ter tido três filhos."

Agora que sou mãe, passei a compreender coisas que antes não compreendia e a deixar de compreender coisas que antes compreendia...

Por exemplo...

Passei a compreender o excesso de zelo, de proteção, de carinho e amor. O querer estar sempre por perto, com o olhar em cima da cria. O achar que ninguém mais cuidará dela como deve ser, como eu cuido. Compreendi aqueles que "amam demais".

Em contrapartida, deixei de compreender aqueles que ignoram, esquecem, renegam, assumem a postura de algo mais importante... Deixei de compreender - indiferente de fatores externos, como criação que se teve, ou problemas emocionais - aqueles que batem, humilham, "largam mão" dos filhos.

Toda vez que lembro dos olhos da minha pequena sorrindo pra mim, com um semblante de alegria, amor, eu passo a não compreender coisas que antes "compreendia" porque era mais confortável pro meu coração as compreender e as justificar por problemas pessoais.

O que leva as pessoas a cometerem os mesmos erros que sofreram ou a justificarem seus erros em problemas pessoais, nada mais é do que fraqueza e preguiça. Fraqueza porque não há coragem para assumir responsabilidade e preguiça (e até mesmo falta de caráter) para tentar fazer o certo e agir diferente. Para eles é mais fácil se justificar ou "deixar quieto".

Hoje com a minha filha, não consigo "engolir" pessoas que renegam seus filhos, sejam elas quem forem.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

O quanto se pode AMAR!

Você já amou tanto uma pessoa que ao simples ato de lembrar desse amor, o coração não aguenta e a emoção transborda pelos olhos?

E quando você se depara com um par de olhos a te observar, analisando parece que cada centímetro de teu rosto com uma concentração que parece tirar fotos de cada imagem que captura?

E que olhar... Sabe aquele olhar cheio de admiração, curiosidade, paz, amor... e isso tudo junto? O gás é tão grande que a vontade instintiva é de encher de beijos...

Sabe aquela pessoa capaz de transformar a pessoa mais fria e racional do mundo em um babão, chorão e sentimental?

Sabe a sensação de se sentir vulnerável e fraco a cada dor ou sofrimento dela?

E a certeza de dar a própria vida por ela se fosse preciso! Nem se cogita a possibilidade de não dar a própria vida pra ver o bem estar dela! (Aff, que coisa óbvia!)

Sabe aquela sensação de amar simplesmente porque é amor... Você ama e pronto. Não quis assim, não planejou, não faz as coisas ensaiadas ou pensadas.. Cada ato seu é em função desse amor, cada beijo e carinho para com ela, na verdade são para saciar o teu amor... E é tão gostoso amar que não precisa nada em troca... Não existe o que se dar em troca, porque é tão bom!!! Simplesmente amar...

Já sentiu saudade de 1 hora? 1 minuto?

E quando você acorda com os cabelos super bagunçados parecendo um ninho de passarinho e ao te ver ela abre aquele sorriso maravilhoso?

É, eu sei...

Tem muita gente que não vai compactuar comigo desse sentimento, mas tenho certeza que toda mulher que estiver lendo e que for MÃE irá me compreender e provavelmente se surpreender com uma lágrima descendo pelo rosto.

Minha filha amada, o quanto te amo nenhuma palavra é capaz de traduzir. Mas tentei ao menos fazê-la entender com essas palavras que o simples fato de lembrar você, já faz meu coração arder... É um sentimento muito grande...

Com AMOR

Mamãe